sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Oportunidades em época de crises V: situação e ações no Japão

Por Júlio Canuto.
.
Kuraudo Suto, japonês que viveu alguns aqui no Brasil e voltou para o Japão. Bancário, fala sobre a estratégia um pouco diferente à adotada por alguns países da Europa. A tecnologia tem papel fundamental nas ações desenvolvidas neste país.
Antes, alguns dados sobre o Japão:
.
*3a. economia do mundo (o Brasil é a 9a.), segundo o FMI: Indicadores de Desenvolvimento Mundial, de 15/09/2009 (PIB - Produto Interno Bruto em milhões de dólares);
*10o. país no ranking de IDH - Índice de Desenvolvimento Humano (o Brasil é o 75o. ), da ONU - Organização das Nações Unidas de 05/10/2009 - dados relativos a 2007 ;
*População estimada de 127 milhões de habitantes;
*Superfície de 377 873 km². O país é formado por quatro grandes ilhas e mais 6.848 pequenas ilhas. Cerca de 75% do país é montanhoso.


O New Deal Verde da Alemanha me chamou atenção, pois aqui no Japão, não se fala da estagnação econômica optando pela energia mais ecológica, é muito pelo contrário. Pelo que sinto lendo um famoso jornal econômico do Japão, utilizar os meios que não dependem dos outros países é a única saída para o Japão crescer no mercado mundial. As grandes empresas do Japão investem pesado nesse ramo. Por exemplo, os carros elétricos e híbridos, que poluem o ar bem menos que os carros convencionais, energia elétrica com a gasolina, aspirador de pó que limpa o chão e também o ar como se fosse purificador de ar, a maquina de lavar que usa pouca água e tem função de purificar a água e reutiliza-la para lavar a roupa etc.
.
No Japão, o governo está ajudando no "IPVA" quando se adiquiri carros híbridos e também nos produtos eletrodomésticos que gastam menos energia elétrica. São mais caros, porém além de ter a ajuda do governo, tem aquele negócio de que quanto mais compra, mais barato fica, né?
.
O link abaixo é do jornal mais famoso daqui que fala da economia do Japão e mundial, vale a pena dar uma olhada:
.
.
Outros links interessantes, sobre os três principais carros que recebem bastante holofortes da mídia japonesa e, provavelmente, da mídia mundial. Um dia vão fazer um grande sucesso no mercado internacional com os carros mais desenvolvidos e enxutos que os atuais.
.
.
Em relação à energia, o Japão tem energia nuclear e na Alemanha, não. Cada país tem sua maneira de sobriviver, né?
.
A estatistica é antiga, mas no final da década de 90, 1/4 da energia elétrica da região de Tokyo é produzida pela usina nuclear.
.
Por telefone, Kuraudo Suto me informou que a terceirização dos serviços no Japão fez os rendimentos caírem. O país sofreu (e ainda sofre) muito com a crise econômica. Sobre a questão do desemprego, o Estado japonês adotou uma medida para os estrangeiros que ficaram desempregados: paga-se a passagem de volta e um valor adicional, porém este outro valor só pode ser retirado já no país de destino (origem) do imigrante. Esta medida foi tomada porque em muitos casos, o imigrante acabava por gastar todo o dinheiro no Japão, permanecendo no país sem trabalho.
_____________________
Estas foram as três respostas recebidas. Além destas, foi encaminhado e-mail também para amigos na Holanda e Moçambique, porém sem retorno.

Nenhum comentário: